pop face

8/21/2013

Introdução a redes de computadores

De forma rápida, computadores se tornam redes quando estão conectados em si, permitindo que dados de um computador possam ser transferidos para os outros computadores. Todos os computadores praticamente estão ligados a algum tipo de rede. até um computador domestico ou de um pequeno escritório, operando em outros computadores por perto e geralmente tem um modem para acesso a REDE MUNDIAL QUE É A INTERNET. Nos locais que tenha ao menos 2 computadores, é muito vantajoso que eles estejam conectados formando uma pequena rede.

exemplo: ao ser comprado um novo PC, o usuário pode opinar por não se desfazer do antigo. Se esses dois forem ligados formando uma rede, é possível acessar as informações do PC antigo, usar a mesma conexão de internet ou compartilhar uma impressora. Um PC poderá armazenar arquivos no disco rígido (HD) do outro. será possível jogar alguns jogos de forma simuntanea como um jogo de corrida ou luta, sendo cada usuário no seu próprio PC.

Em redes simples, comuns nas pequenas empresas, os computadores poderão usar o disco rígido,impressoras, e conexão de internet, centralizados em um computador principal, chamado SERVIDOR. Em redes maiores poderão existir inúmeros servidores centralizando arquivos, compartilhando impressora e demais recursos. É também possível trocar mensagens através de um correio eletrônico entre os usuários da empresa ou mesmo fazer comunicações diretas em tempo real usando som e vídeo.
Cursos Online na Área de Informática
Redes Domesticas.

Redes domesticas são formados por computadores,notebooks, impressoras e conexões com a internet. Na maioria das vezes chamadas de "rede domestica ou de pequena empresa", ja que as redes implantadas em pequenas empresas, formadas por apenas uma ou duas salas, possuem uma estrutura semelhante. Em maior existem apenas dois computadores, mas este numero pode ser maior, no exemplo mostrado aqui: um computador antigo foi ligado a um computador novo.Este, por sua vez possui um modem para conexão com internet. O pc Antigo até pode ter sua conexão com a internet, porem pode ser vantajoso que uma unica conexão seja compartilhada entre os PCs da rede.Dai então os dois usuários podem usar a internet ao mesmo tempo, utilizando uma unica linha telefônica.

Nesta pequena rede o computador antigo pode ter acesso ao disco rígido do PC novo.O responsável por esta pequena rede deve definir áreas do seu disco rígido que podem ser acessadas pelo outros computador. Exemplo: pode ser criada uma pasta do disco rígido do PC novo na qual o usuário do PC antigo poderá ter pleno acesso, armazenando seus arquivos. Digamos ainda que no PC novo exista uma pasta na qual estão armazenadas fotos feitas com uma câmera digital. esta pasta poderá ter seu acesso liberado para o computador antigo. as pastas de um computador que podem ser acessadas por outro computador da rede são chamadas de pastas compartilhadas. não pequena rede do nosso exemplo, alem de compartilhamento de pastas há também o compartilhamento de impressora, internet e etc.
O computador que oferece recursos a outros computadores da rede é chamado de SERVIDOR. no exemplo, o servidor é o PC novo. O compartilhamentos podem ser protegidos por senhas, evitando que usuários não autorizados tenham acesso a áreas particulares.

exemplo: digamos que o PC antigo seja utilizado por duas pessoas, JOÃO E MARIA. No PC novo podemos ter pastas separadas para cada usuário, assim, C:\Arquivos de JOÃO e C:\arquivos de MARIA. Essas pastas pode ser protegidas por senhas, evitando assim que joão tenha acesso aos arquivos da Maria, e vice versa. Se não houver interesse em proteção de dados por senhas, podemos deixar as senhas desabilitadas, o que normalmente ocorre em redes domesticas. Ja nas empresas, mesmo pequenas o uso de senhas é muito mais importante.

(Gostando? não deixe para depois a oportunidade de ser um assinante, CLIQUE E ASSINE!)
(Temos ótimos pacotes de Web publicidade  disponíveis, ANUNCIE CONOSCO! )
Uma rede domestica também pode se incluir um notebook como na figura de exemplo. Em geral os notebooks são muito mais caros e mais limitados que um PC comum. O notebook pode ser ligado a um outro PC para Utilizar sua impressora, seu drive de CD-ROM, sua conexão com a internet e uma área do seu disco rígido. Os notebooks modernos são bem equipados e podem dispensar esse tipo de conexão. Podem ser ligados a uma impressora comum, possuem drive de CD ROM e modem próprios, sendo assim auto suficientes. Ainda assim sua ligação em uma  rede é vantajosa, permitindo transferir rapidamente, grandes quantidade de dados, fazendo uma ligação " casa empresa".

outra aplicação: muitos profissionais liberais trabalham em casa ou no seu próprio escritório, usando seu computador principal e copiar o trabalho para um notebook, permitindo assim transporta-lo e mostra-lo aos clientes. As redes domesticas podem ser implementadas usando qualquer versão do windows. os windows (95,98, ME) permite criar o tipo mais simples de rede, as as chamadas ponto-a-ponto. PCs equipados com o windows XP e 200 também podem ser usados neste tipo de rede. essas redes são adequadas tanto ao ambiente domestico quando as pequenas empresas. Para redes de maior porte é mais vantajoso utilizar as redes do tipo CLIENTE-SERVIDOR. Os PCs usados nesse tipo de rede podem usar qualquer versão do windows, entretanto aqueles usados como servidores precisam usar um sistema apropriado como o windows 2000 server ou linux.

Redes corporativas:
Redes domesticas normalmente utilizam a arquitetura ponto-a-ponto, a unica disponível nos sistemas operacionais Windows de uso domestico, não faz sentido instalar em um ambiente domestico, um PC equipado com um sistema caro como o windows 2000 server, apenas para implantar uma rede com arquitetura cliente servidor.
As redes ponto-a-ponto implantadas com o windows são de uso muito mais simples e instalação automática. Sua utilização esta ao alcance mesmo dos usuários principiantes. Ja as grandes redes utilizadas em empresas de porte médio e grande são baseadas na arquitetura cliente servidor. sua instalação, configuração e utilização é um pouco mais complicada para o ADMINISTRADOR (profissional responsável por "tomar conta" da rede). É preciso entender as classificações que os computadores recebem em uma rede, de acordo com a sua utilização:
SERVIDOR:é um computador que oferece recursos para outros computadores da rede. exemplo desses recursos são impressoras disco rígido.
CLIENTE: é um computador que utiliza os recursos de outro computador.
ESTAÇÃO DE TRABALHO: é um computador que pode ser utilizado para aplicações normais, executando programas em geral. um computador pode fazer parte de uma, duas ou até três dessas categorias. Considere o exemplo da pequena rede da figura 3, formada por 2 computadores. o indicado como "MICRO 1" tem uma conexão com a internet que é usada por ele próprio e também pelo "MICRO 2". Digamos ainda que áreas do disco rígido do "MICRO 1" sejam acessadas pelo "MICRO 2". Finalmente considere que a impressora ligada no "MICRO 2" é usada por ele próprio e também pelo "MICRO 1".

(Gostando? não deixe para depois a oportunidade de ser um assinante, CLIQUE E ASSINE!)
(Temos ótimos pacotes de Web publicidade  disponíveis, ANUNCIE CONOSCO! )

Temos então as seguintes classificações:
A)ambos PCs são estações de trabalho, visto que pode ser utilizados normalmente, cada um por seu usuário. Nas redes de maior porte temos computadores classificados como servidores de "dedicados" ou simplesmente servidores. são computadores cuja finalidade é oferecer recursos para serem usados por outros computadores da rede. Ja nas redes domesticas e nas redes mais simples, onde o numero de PC é mais reduzido não fará sentido um servidor dedicado.
B)Em relação ao acesso a internet e ao acesso a arquivos, o "MICRO 1" é um servidor (não dedicado), e o MICRO 2 é um cliente.
C) em relação ao acesso a impressora, o MICRO 2 é servidor (não dedicado) e o micro 1 é cliente. como podemos ver, nesta pequena rede ambos os PCs são servidores não dedicados, são clientes e são estações de trabalho. Nas grandes redes os PCs dividem-se em duas categorias:

1) Servidores dedicados. todos os servidores são usados exclusivamente para oferecer recursos para outros computadores da rede. Eventualmente um servidor de arquivos pode ser cliente de um servidor de impressão, para emissão de relatórios impressos. Esses servidores não são usados para trabalhos normais, apenas para tarefas administrativas da rede (controle de senhas, backups, relatórios diversos, ajustes de desempenho, etc.), e não para trabalhos normais, por isso não são classificados como estações de trabalho. Como um típico servidor de uma grande   rede é sempre dedicado, não é necessário usar o termo servidor dedicado. Chamamos esses computadores simplesmente de servidores.
2) Estações de trabalho (em inglês,  Workstations). São todos os demais  computadores da rede, que não operam como servidores. Esses computadores são  sempre  clientes  dos servidores. São usados para execução de tarefas normais, atendendo exclusivamente o seu usuário. Como são clientes dos servidores, podem ter acesso aos recursos oferecidos por esses servidores.

Afigura 4 mostra a estrutura de uma pequena rede corporativa, com 7 computadores e um servidor. esses 7 computadores operam como estações de trabalho. Dois deles possuem impressoras próprias (chamadas de impressoras locais. O servidor pode ser um PC comum, porem mais rápido e com boa quantidade de memoria e um disco rígido de generosa capacidade. Para obter desempenho melhor, muitas vezes são usados PCs especiais, construídos especialmente para operar como servidores. Normalmente são PCs avançados, que alem de possuírem um ou mais Processadores rápidos, muita memoria e disco rígidos de alta capacidade e desempenho, oferecem recursos especiais como dispositivos de backup, fonte de alimentação dual e gabinete especial para acomodar inúmeras placas e drives. Em geral possuem disco rígidos duais, que são tolerante a falhas. os mesmo dados são gravados simultaneamente em dois discos. Se um falhar, os dados estarão a salvo no segundo disco. O servidor do nosso exemplo esta ligado a duas impressoras. As impressoras para uso corporativo, com alta velocidade de impressão, são muito caras para serem dedicadas a um só usuário. Ligadas no servidor podem atender a todos os usuários da empresa. note que os computadores da figura 4 estão interligando através de um dispositivo chamado HUB. Este é apenas um exemplo de dispositivo usado para a ligação de computadores em redes. os HUBs são indicados para redes pequenas, mas para redes mais complexas são usados outros dispositivos concentradores mais sofisticados.



bom, espero que você tenha aprendido um pouco mais sobre as introdução a redes de computadores.
deixe seu comentário ou seu ponto positivo no box ao lado, de melhor preferencia, torne-se um assinante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário